ELE ESCREVIA SOL - Nos cem anos de António Ramos Rosa

  • Em Promoção
  • €12,75
  • Preço normal €15,00


Em pré-venda com 15% de desconto até 31 de maio

             *_____ Envios a partir de 3 junho


__

Coordenação de Pedro Lopes Adão. Com desenhos do poeta.
__

“É sem dúvida toda uma outra forma de conceber o universo poético habitual na nossa poesia. Ramos Rosa poderia aproximar-se, quando se pensa na dimensão que o olhar ocupa na sua poética, de um imaginário surrealista; no entanto, se algum surrealismo existe, será na linha heterodoxa de um Henri Michaux – que para além de poeta também se dedicou às artes plásticas e ao desenho, tal como sucedeu com Ramos Rosa. Sendo o que se conhece do desenho de Ramos Rosa mais figurativo do que as linhas e manchas de Michaux, talvez este recurso ao desenho seja uma forma de prolongar o que as suas poéticas exprimem, sendo que se em Michaux há um reenvio para o mundo inconsciente que se deixa pressentir em Rosa não é no sentido freudiano de uma dominante onírica que a imagem surge, mas no plano alusivo de uma imagem, ou sequência de imagens, que se concentram numa palavra, nisto se aproximando da visão da psicanálise de Lacan para quem o inconsciente é uma linguagem.”

Nuno Júdice
__

Na iminência de o leitor se deparar com valorosos ensaios acerca da obra de António Ramos Rosa e, ao mesmo tempo, vibrar com sublimes inéditos dum punhado de desenhos deste polivalente escritor português, considero indecoroso retê-lo nestas minhas palavras mais do que um instante. A experiência de que está prestes a usufruir é o esforço conglomerado de vozes potentes, canónicas, e emergentes também, que debruçando-se atentamente num cenário singular, o centenário do poeta, pretenderam prestar a sua homenagem com renovadas perspetivas, enriquecendo o já amplo espaço de diálogo da obra roseana em Portugal.

Pedro Lopes Adão

_____

Pedro Lopes Adão (n. 2001, Porto, Portugal) começou a sua carreira na escrita aos 15 anos de idade, principiando a sua jornada com a poesia que, mais tarde, se estendeu para a crítica literária. Tem colaborado com diversos meios de divulgação cultural, como a revista Devaneio, de cuja redação é membro, a Comunidade Cultura & Arte, a Revista Kametsa, a Revista Mirada, Ruído Manifesto, etc. Após ingressar na Faculdade de Letras da Universidade do Porto foi convidado a participar na Revista Alegre e a integrar a antologia 110 Anos, 110 poetas (org. Isabel Morujão). Entretanto publicou as obras

Palavra em Queda, (ed. Glaciar, 2022), Os Amorosos & Os Odiados, (ed. Lema d'Origem, 2023), e Ars Longa, Vita Brevis, (ed. Glaciar, 2023). Recentemente tem organizado antologias sobre as principais figuras culturais portuguesas, alcançando os repositórios das mais prestigiadas universidades mundiais.


__


Edição: Maio de 2024 | ISBN: 978-989-9070-87-5 Páginas: 96 | Encadernação: capa mole com badanas | Formato: 12cmx22cm