News RSS

Por Cecília Barreira*    Nasceu em França em 1973. Licenciou-se em Comunicação Social em Lisboa e está à frente de um projeto editorial de relevo, a Poética Edições. Desde 2013. Não esconde as raízes transmontanas. Iniciou o percurso poético em 2004 com a obra Tempos Cruzados. Em 2011 publica “Uma Luz Que Nos Nasce Dentro”, contos. E aí se vislumbra o universo telúrico e visceral de onde emerge o discurso narrativo. Um diálogo com a morte, a vida, um interlocutor algo incognoscível. “Mas temos estado sós desde que nasceste. Sós e impedidos de estarmos um com o outro. Porque nos...

Ler mais

Por Lourdes Divina Ortiz de Camargo Considerações finais da dissertação de pós-graduação strictu sensu em língua, literatura e interculturalidade (Universidade de Goiás, Brasil)   Elegendo como abordagem central da pesquisa o conjunto da obra literária de Graça Pires, nosso objetivo foi realizar um estudo sobre a metáfora da água na poesia dessa poeta portuguesa contemporânea. Fez-se uma viagem pelos caminhos das águas, matéria-prima fluida e por vezes incontida que evoca memórias várias: a infância, a solidão, as perdas. Apreender a poesia na obra desta poeta foi tarefa que demandou sensibilidade e perspicácia, pois sua escrita, apesar de se mostrar de certa...

Ler mais

Por Cecília Barreira*  Perfaz este ano de 2020, 40 anos que eu conheci Luís Filipe Sarmento e as suas publicações poéticas. Poesia transbordante e única. Voz torrencial na poesia portuguesa nestes 45 anos de vida literária. Para comemorar estes 45 anos o lançamento para breve de Ao Rubro em um volumes extenso que contem desde a obra inicial até aos inúmeros inéditos. Foi num lançamento de um amigo comum que o vislumbrei pela primeira vez em 1980. Com o seu ar de filósofo e poeta total. Estudou na Faculdade de Letras de Lisboa. Eu em História. Ele em Filosofia. Jornalista,...

Ler mais

Por Cecília Barreira*  Nasceu em Trás os Montes em 1974. Estudou em Coimbra. Está por Lisboa há anos como economista, mais centrada no Direito Penal Económico. Escreve romance, contos, poesia. Assinalei-a em 2019 no livro de poemas Plantas do Interior. Agora em 2020 com o livro a ser editado no próximo sábado ,dia 17 de julho. Silêncio sálico. Na revista Sábado já a lera. Consta que é vegetariana e gosta de gatos. Nota-se que é pessimista . De um conto na Sábado retirei o excerto, “E porque a vida, há dias de tentação, de engulho, de fraqueza, de apetite, de...

Ler mais

Por Rita Taborda Duarte  Tem sido muito evidente, nos livros de João Pedro Mésseder, a herança do poeta brasileiro Mário Quintana, com os seus poemas curtos, aforísticos, mas de uma enorme complexidade no modo de perspectivar pormenores do vastíssimo mundo que nos rodeia, povoado de ângulos e arestas. João Pedro Mésseder, em A Doença das Cores seguido de Ilhas de Deus (Poética Edições, 2016), revela-se também mestre na arte do poema curto, suficientemente lúcido, para representar não uma faceta do mundo, mas para propor, instituir mesmo, um prisma de visão sobre ele, que necessariamente transfigura a nossa percepção. Este novo livro prossegue...

Ler mais