Zulmira morreu

  • Em Promoção
  • €10,30
  • Preço normal €12,90


 EM PRÉ-VENDA COM 20% DE DESCONTO.*

*Promoção válida até 08.03. Envios a partir de 09.03.

 

"Encontrei Zulmira morta nas páginas de um jornal local, há alguns anos. As pessoas da vila não falaram de outra coisa durante dias. Ouvi inúmeras versões e explicações para o fim da existência de uma mulher pouco mais velha do que eu, mãe de dois filhos, como eu, com quem já me cruzara tantas vezes na pequena vila onde ambas crescemos. Um mês depois comecei a escrever sobre a sua morte, tentando, na verdade, compreender e resgatar a sua vida.  (...) Ao longo deste tempo que entretanto passou fui (re)construindo fragmentos da sua história. E não obstante o nosso encontro ter acontecido pela morte, o destino deste livro é a memória e a perpetuação da vida de todas as mulheres que me doem através de Zulmira, porque mortas cedo demais. "

Virgínia do Carmo, do prelúdio

___________________________________

Virgínia do Carmo, (n. França, 1973), licenciada em Comunicação Social, respeita as palavras, ama as árvores e admira os cavalos. A sua missão maior na vida: ser mãe. É editora e autora de algumas obras, de que se destacam Relevos (poesia, Poética Edições, 2014), Poemas simples para corações inteiros (poesia, Poética Edições, 2017),  Ecos de Green Rose (poesia, Poética Edições, 2019) e Uma luz que nos nasce por dentro (contos, Poética Edições, 2020). Está presente como poeta em algumas obras colectivas, como a antologia de escritoras transmon-tanas, Por longos dias, longos anos, fui silêncio (Âncora Editora, 2015), a antologia de autores portugueses e galegos Terra, (Galiza, 2015) e a Plaquette Coletiva de Textos Breves Debaixo do Elmo (Escola Superior de Educação, Porto, 2016).

 

Edição: Março de 2021 | ISBN:  | desenho capa: Páginas: 62 | Encadernação: capa mole com badanas | Formato: 12cmx22cm